Casa Branca, Capital Estadual da Jabuticaba

1/2

Casa Branca é um município localizado na região administrativa de Campinas, na arte do que a ea conhecida como Média Mogiana. Sua população, estimada no Censo 2010, é 28.307 habitantes. O município teve suas terras supervalorizadas com a mecanização da lavoura, favorecida por terrenos planos e pela correção química dos solos pobres e com isso sua economia está baseada na Agricultura, tendo um dos principais PIBs agrícolas do Estado.
Para o nome da cidade existem 3 versões: nome dado a uma pousada de tropeiros ou a um cartel, caiados de branco ou ainda a deformação da palavra indígena haçá-bang-cá, que significa caminho torcido.
 
Capital Estadual da Jabuticada
Em julho de 2013, através da Lei 15.903 sancionada pelo então governador, Casa Branca recebeu o título de Capital Estadual da Jabuticaba. Segundo estimativas colhidas pela Casa da Agricultura, existe na cidade 21.820 mil pés do fruto em produção distribuídos em 100 hectares com finalidade comercial. Casa Branca é a única cidade do Estado de São Paulo que recebe o turista para visitação no pomar. Por safra estima-se um 1.745.600 quilos colhidos da fruta. O maior produtor da cidade, Família Fagran, exporta a fruta colhida em solo casabranquense para a Suiça.
Na safra da fruta estima-se a geração de 500 empregos diretos, além dos comerciantes. A colheita ocorre entre os meses de setembro e novembro, dependendo do clima. São 3 dias de florada. No ano passado a cidade recebeu mil visitantes que foram conhecer a fruta e adquirir produtos feitos pelos comerciantes como locais como geleias, licores, caldas e doces. Esse ano estima-se que esse número deverá triplicar. Isso porque a atual  administração salienta que todas as ações culturais e turísticas que o Município está organizando irão girar em torno da Jabuticaba a fim de promover a cidade Capital da fruta no Estado de São Paulo, gerando turismo, fomentando o comércio e fortalecendo a economia da cidade.
Para essa gestão estão em fase de organização as seguintes ações turísticas e culturais:
 
Festival da Florada: com eventos culturais, apresentação de artistas locais e divulgação de espaços para visitação (previsão para ocorrer em outubro ou novembro);
 
Concurso de Fotos da Florada
 
Jabuticaba Rodeo Festival, de 25 a 29 de outubro
 
Lançamento da Rota Turística da Florada
 
Festival Gastronômico da Jabuticaba (novembro, a confirmar data)
 
 
Casa Branca aguarda classificação de Município de Interesse Turístico
Processo já está na Secretaria Estadual de Turismo e já foi publicado no Diário Oficial do Estado
 
 
​A Prefeitura de Casa Branca aguarda com expectativa a aprovação do projeto de lei 429/2017, da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, para que a cidade seja incluída na classificação de Município de Interesse Turístico, do Governo do Estado de São Paulo. A publicação no Diário Oficial do Estado foi feita no último dia 7 de junho. Com essa inclusão, Casa Branca poderá receber recursos do Fundo de Melhorias dos Municípios Turísticos, administrado pelo Departamento de Apoio às Estâncias (DADE), e assim investir mais na potência turística da cidade.
A lei estadual complementar 1.261, de 29 de abril de 2015, criou uma nova classificação de município turístico, abrindo mais 140 vagas para Municípios de Interesse Turístico, o que possibilitou a inscrição de Casa Branca.
A cidade tem todos os requisitos para ser incluída na classificação uma vez que tem potencial turístico, atrativos turísticos, serviço médico de qualidade, excelentes serviços de hospedagem e alimentação para os turistas, serviço de informações turísticas, entre outros.
Recentemente Casa Branca, que integrava a rota turística do Café com Leite, passou a integrar a rota turística de Mogiana Paulista, que tem mais potencial turístico e é mais ativa.
A cidade também tem um dos melhores carnavais do interior, seu calçamento é todo em paralelepípedo, tem casas açorianas e duas charmosas estações de trem.
A principal delas está situada no bairro do Desterro, onde também está localizada a principal igreja de Casa Branca, uma torre de panorama da cidade, além de um grande terminal, que tem potencial para cargas e descargas de contêineres de diversos produtos como: açúcar, café, cachaça, entre outros. O terminal é um dos principais afluentes entre o Brasil todo e passa pelas cidades Montes Claros, Belo Horizonte, Uberlândia, Brasília, São Paulo, Ribeirão Preto, Casa Branca e Santos. A segunda estação abrigava parte da Prefeitura Municipal de Casa Branca e hoje conta com  o Museu Histórico e Pedagógico Alfredo e Afonso de Taunay. 
Em Casa Branca pode-se observar o fenômeno conhecido por voçoroca, onde o terreno sofre imensa erosão, formando-se crateras no solo. É possível reparar as diversas camadas de minerais encontrados no terreno, já que conforme o terreno vai cedendo à erosão, deixa exposto o terreno 'em fatias' mostrando as diversas camadas de terra de cores diversas.
Esses são os principais pontos turísticos de Casa Branca e com a inclusão na nova classificação, a Prefeitura espera ampliar ainda mais a capacidade turística do município.

Baixe o Mídia Kit do 2º Festival Gastronômico da Jabuticaba

Prefeitura Municipal de Casa Branca

Rua Cel. José Júlio, 944 - Centro

PABX: 19 3671.9720

CEP: 13700-000

gabinete@casabranca.sp.gov.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon

© 2019 - Prefeitura Municipal de Casa Branca