Buscar
  • siteprefeituracasa

Situação da dengue em Casa Branca preocupa Prefeitura

POPULAÇÃO É A MAIOR ALIADA PARA COMBATER A DOENÇA

A situação da dengue em Casa Branca foi amplamente discutida ontem, 20 de março, na Sala de Situação do Plano de Arboviroses (doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela), no Auditório da Câmara Municipal, Carmo Aga. Representantes do Departamento de Saúde, Vigilância Epidemiológica e sociedade em geral estiveram reunidos para debater sobre o tema, que se tornou assunto emergencial no município.

Até o momento são 12 casos confirmados, sendo cinco no bairro Bela Vista, quatro em Lagoa Branca, um no Centro, um no bairro Jardim Stefanini e um no bairro Chácara Boa Vista. De acordo com a Diretoria de Saúde, 90% dos criadouros estão dentro das casas. "É um processo constante de conscientização. Estamos trabalhando fortemente para reverter o problema. Somos agentes multiplicadores e a dengue é responsabilidade de todos", afirma.

A Vigilância Epidemiológica explicou ainda sobre a transmissão, sintomas e contaminação da doença. "Isso é um problema de saúde pública e a população está envolvida. A pior fase da dengue é no verão e outono, mas a eliminação dos criadouros deve ser constante, justamente para prevenirmos uma possível epidemia", comenta.

A última epidemia de dengue em Casa Branca aconteceu em 2015 e o Departamento de Saúde está preocupado sobre uma possível nova epidemia em 2020. "Confiamos que isso não vai acontecer, mas para isso, precisamos do apoio dos munícipes. É necessário comprometimento e é o que esperamos dos casa-branquenses. Reforçamos que crianças, adolescentes e idosos são os mais vulneráveis. Todo cuidado é pouco".

O Ministério da Saúde coloca Casa Branca em "estado de atenção" perante os casos confirmados e as notificações que estão sendo analisadas. A equipe de Controle de Endemias visita todos os dias casas, comércios, terrenos, borracharias, locais de reciclagem, escolas, delegacia, postos de saúde, dentre outros locais públicos, para fazer uma varredura dos possíveis focos do mosquito.

"A realidade está complicada. Estamos intensificando o trabalho diariamente e percebemos que o problema não é a falta de conhecimento, mas sim de consciência", ressalta a Equipe de Endemias. Pneus, caixas d'águas descobertas, piscinas mal cuidadas, casas abandonadas, vasos de plantas e vasilhas de água de animais representam o perigo para a proliferação do mosquito e têm sido comum nas residências.

Diante desse cenário, é necessário que a população trabalhe em parceria com a Prefeitura. "Se não tiver mudança de comportamento, se a pessoa não se atentar para essa grave situação, isso vai impactar em um todo, não só em termos econômicos, mas em termos de vida. O nosso objetivo nunca foi multar ou punir, mas sim prevenir", finaliza o Departamento de Saúde.

Dengue mata. Faça a sua parte.

NOTIFICAÇÃO

Se você teve um caso confirmado de dengue ou se está com sintomas da doença e passou por um médico particular, é muito importante notificar a Equipe Epidemiológica sobre a situação. O Departamento de Saúde precisa do apoio da população para isso também, além do apoio dos médicos, para repassar as informações.

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Prefeitura Municipal de Casa Branca

Rua Cel. José Júlio, 944 - Centro

PABX: 19 3671.9720

CEP: 13700-000

gabinete@casabranca.sp.gov.br

© 2020 - Prefeitura Municipal de Casa Branca