Em tempos de coronavírus, não podemos amolecer contra a dengue

April 3, 2020

Apesar da dengue ter perdido o protagonismo neste momento, o mosquito Aedes aegypti não tirou férias. Ao contrário: em Casa Branca, há 216 casos positivos e 476 notificações de janeiro até agora. Em outras palavras: os cuidados da população e das autoridades de saúde com a dengue não devem, de jeito nenhum, ser renegados a segundo plano.

 

VOCÊ SABIA

As doenças associadas ao mosquito - que também transmite zika e chikungunya - podem ocasionar complicações cardíacas em uma parcela nos infectados, como a miocardite. Isso ocorre porque essas infecções desencadeiam uma resposta de defesa (a inflamação) que eventualmente se torna excessiva e acaba atingindo outros órgãos, a exemplo do coração.

 

A miocardite pode levar ao crescimento do coração e provocar arritmias, algumas vezes graves. Entre os sintomas mais comuns estão dor no peito, palpitações, sensação de cansaço e falta de ar. Quando essa complicação dá as caras, as reações normalmente aparecem entre uma e duas semanas após a contaminação pelos vírus.

 

Fonte: Revista Saúde

 

Faça a sua parte.

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Planejamento Gestão 2021-2024: Desenvolvimento Econômico prepara suas estratégias

November 26, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 26, 2020

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags